(51) 3517-2003  |    (51) 99600-2233   |      contato@endocrinologistamilene.med.br   |   

Dica da Semana

Sub-categorias

23-05-19

23-05-19 (0)

Mulheres tentando engravidar, gestantes e mulheres que estão amamentando não devem receber nenhuma medicação para perda de peso pelo risco de complicações para o bebê!

Ver itens ...
30-05-19

30-05-19 (0)

Quanto tempo o corpo precisa para se acostumar ao novo peso? Embora a medicina seja uma ciência de verdades transitórias, o que podemos afirmar até o momento, baseado nos estudos de até 6 anos de acompanhamento após a perda de peso inicial é que as alterações hormonais responsáveis pelo aumento do apetite e pela redução do gasto energético parecem persistir ao longo do tempo, sem adaptação após determinado período. Por isso, a continuidade das estratégias aprendidas para perda de peso são fundamentais para manutenção do novo peso!! 

Ver itens ...
06-06-19

06-06-19 (0)

A realização regular de qualquer tipo de exercício reduz o risco de desenvolvimento de hipertensão arterial assim como auxilia na redução da pressão em pacientes em tratamento para a doença. Para indivíduos ativos, existe uma redução de 30% no risco de desenvolver hipertensão arterial em relação aos sedentários. Ainda, a prática regular de atividade física é capaz de reduzir desfechos cardiovasculares, como infarto do miocárdio, independente da perda de peso!

Ver itens ...

29-06-2018

A tendência após a perda de peso é um aumento do apetite, sobretudo por alimentos densamente calóricos. Por isso, é de suma importância que o paciente diminua sua exposição a condições que facilitem a alimentação excessiva, como por exemplo, ir a um rodízio de pizza (prefira a la carte), colocar as panelas à mesa (sirva seu prato e depois sente-se à mesa apenas com ele), não guardar "lanches especiais" para receber visitas.
Compartilhe nas redes sociais:

22-06-2018

Você está em um tratamento para perda de peso e não está mais conseguindo perder peso conforme o esperado? Uma das causas mais comuns para a ausência de perda de peso é a subestimação das porções ingeridas. Nesse sentido, o registro alimentar aumenta a consciência do paciente sobre seu padrão inadequado de alimentação bem como sobre sua ingestão calórica total. Além de aumentar a atenção, o registro facilita a identificação das circunstâncias em que os comportamentos inadequados ocorrem.
Compartilhe nas redes sociais:

15-06-2018

Para pacientes com diabetes em uso de insulina, o rodízio nos locais de aplicação da insulina é importante para evitar a formação de "nódulos" no tecido subcutâneo (conhecidos como lipodistrofia) e consequentemente piora do controle glicêmico. Por isso, é recomendado evitar o mesmo ponto de aplicação durante 14 dias, tempo necessário para cicatrizar e prevenir a lipodistrofia.
Compartilhe nas redes sociais:

08-06-2018

Pacientes com diabetes tipo 2 devem realizar avaliação de complicações oftalmológicas, como retinopatia diabética, quando do diagnóstico da doença e após anualmente, mesmo na ausência de sintomas visuais!
Compartilhe nas redes sociais:

01-06-2018

Pacientes com diabetes apresentam maior risco de infecção pneumocócica grave e complicações decorrentes do vírus influenza, como pneumonia bacteriana. Por isso, é recomendada vacina contra influenza anualmente e contra pneumoco em dose única para todos os pacientes com diabetes acima de 65 anos. Importante ressaltar que não existem níveis glicêmicos que contra-indiquem a vacinação!
Compartilhe nas redes sociais:

25-05-2018

O consumo moderado de bebida alcoólica entre indivíduos com diabetes não é contra-indicado. Entretanto, a ingestão de álcool pode aumentar o risco de hipoglicemia entre aqueles em uso de insulina e de hiperglicemia para aqueles com consumo excessivo.
Compartilhe nas redes sociais:

18-05-2018

Você sabia que a adoção da dieta DASH (Dietary Approach to Stop Hypertension) é capaz de reduzir a pressão arterial entre 8 a 14 mmHg? Esta abordagem dietética consiste em incentivar o consumo de legumes, vegetais e frutas, assim como cereais integrais, carnes magras (peixes e frango), oleaginosas, produtos lácteos com teor reduzido de gorduras, assim como uma ingestão de sal inferior a 6 gramas por dia.
Compartilhe nas redes sociais:

04-05-2018

Você sabia que a obtenção de um pico máximo de massa óssea é considerada a melhor proteção contra a perda óssea relacionada à idade? O pico de massa óssea ocorre por volta dos 20 anos de idade e é influenciado pela genética e por fatores ambientais, como uma alimentação rica em cálcio e a realização de atividade física. Exercícios com carga, como a musculação, ou impacto, como uma caminhada, estão associados a maior formação de massa óssea.
Compartilhe nas redes sociais:

27-04-2018

A genética é um fator importante mas não determinante do ganho de peso na grande maioria dos casos; ou seja, indivíduos geneticamente predispostos necessitam ser expostos a uma alimentação rica em alimentos ultraprocessados e a um baixo nível de atividade física para desenvolverem a obesidade!
Compartilhe nas redes sociais:

19-04-2018

Os óleos vegetais (de soja, milho, canola e girassol) são óleos refinados que, quando expostos a elevadas temperaturas, produzem radicais livres prejudiciais à saúde. Além disso, o refinamento do óleo reduz a quantidade de compostos fenólicos com propriedades antioxidantes. Portanto, para cozimento, dê preferência aos azeites de oliva.
Compartilhe nas redes sociais:

12-04-2018

Para maior chance de manutenção do peso após uma perda inicial com reeducação alimentar, a quantidade mínima de exercício físico é maior, sendo necessários 200 a 300 minutos por semana, em decorrência da redução do metabolismo basal após o emagrecimento.
Compartilhe nas redes sociais:

05-04-2018

Para crianças com excesso de peso, atividades que envolvam os pais e o ambiente doméstico são mais efetivas para promover e manter a perda de peso.
Compartilhe nas redes sociais:

29-03-2018

A banha de porco é saudável para consumo? Depende! A banha de porco oriunda de animais criados em sítios com uma alimentação diversificada contém gordura saturada (que eleva o colesterol ruim) e monoinsaturada (que eleva o colesterol bom). Entretanto, a banha de porco oriunda de animais criados com ração e vendida em supermercados contém diversos aditivos químicos e gordura poli-insaturada, uma gordura que, quando submetida a elevadas temperaturas, libera radicais livres prejudiciais à saúde.
Compartilhe nas redes sociais:

23-03-2018

Você sabe a diferença entre alimentos diet e light? Alimento diet é qualquer alimento isento de um determinado nutriente para atender a uma dieta específica. Já alimento light contém uma redução de pelo menos 25% de algum nutriente (gordura, proteína, carboidrato ou sódio).
Compartilhe nas redes sociais:

16-03-2018

Você mantém doces, biscoitos ou bolos em casa para quando receber visitas? Você nunca se questionou se a visita pode estar tentando controlar o peso assim como você? Então, oferecer refeições ou lanches saudáveis pode ser uma estratégia que indica boa hospitalidade!
Compartilhe nas redes sociais:

09-03-2018

Restrinja a disponibilidade de alimentos durante a refeição! Não coma diretamente de potes, travessas ou panelas. Sirva a porção prescrita no prato e guarde em seguida o restante. Comer com os alimentos sobre a mesa, por exemplo, aumenta a probabilidade de servir-se novamente ou mais do que o necessário!
Compartilhe nas redes sociais:

02-03-2018

Você consome amendoim, pasta de amendoim ou paçoca de amendoim? Se a resposta for sim, fique atento na hora de escolher o produto. O amendoim pode estar contaminado com aflatoxinas, uma espécie de fungo que pode causar câncer de fígado. Para certificar-se de que você está adquirindo um produto sem estas aflatoxinas, preste atenção se ele contém o Selo Pró-Amendoim, conferido às empresas que atendem aos requisitos da legislação e fabricam produtos à base de amendoim totalmente seguro!
Compartilhe nas redes sociais:

22-02-2018

O consumo regular de peixe, 2 vezes por semana, reduz o risco de doença coronariana e de AVC, por ser uma fonte rica em ácidos graxos poli-insarurados (ômega 3) com efeito cardioprotetor.
Compartilhe nas redes sociais:

15-02-2018

Uma alimentação rica em potássio contribui para o controle da pressão arterial, reduzindo o risco de doenças cardiovasculares, como infarto do miocárdio e AVC. A OMS recomenda uma ingestão de pelo menos 3.500 mg de potássio por dia. Alimentos ricos em potássio incluem: feijão e ervilhas, nozes, sementes de girassol, leite e derivados lácteos, vegetais como espinafre, repolho e salsa e frutas como banana, papaia, laranja, romã, manga, kiwi, dentre outras.
Compartilhe nas redes sociais:

08-02-2018

Para pacientes com osteopenia ou osteoporose, uma ingestão adequada de cálcio é fundamental para minimizar a perda de massa óssea. O cálcio da alimentação é preferível ao sintético. Para pacientes que necessitem fazer reposição de cálcio, a ingestão do comprimido junto às refeições otimiza a sua absorção!
Compartilhe nas redes sociais:
Pagina 5 de 12

  R. Dona Laura, 333/ 906, Moinhos de Vento - Porto Alegre/ RS  |     (51) 3517-2003  |     (51) 99600-2233  |    contato@endocrinologistamilene.med.br

© 2020 Dra. Milene Moehlecke. Desenvolvido por Informatiza Soluções Empresariais em parceria com a Agência Digital Public